Projeto “Índios: Existência e Resistência”


O trabalho se pautou em questões de conhecimento e respeito em relação à cultura indígena, conhecendo e entendendo a forma de viver, criar e pensar dos primeiros habitantes do nosso país. As atividades desenvolvidas trouxeram um compromisso com a emissão de conceitos pós-conhecimento e experimentações, afastando qualquer hipótese de julgamentos pré-definidos ou influenciados por divulgações tendenciosas. A importância do conhecimento da história de um povo que faz parte da nossa história é confirmada quando questões são pensadas e discutidas de forma construtiva e saudável. Os povos indígenas nos ensinaram a respeitar a natureza, a tirar dela o sustento, a contar histórias fantasiosas e esperançosas, a praticar hábitos dos quais conservamos até hoje.
A pintura corporal indígena foi vivenciada através dos grafismos desenhados na pele com tinta guache preta. Os temas foram entendidos e escolhidos pelos alunos tendo como referência as divisões estabelecidas em tribos indígenas brasileiras como Kaiapós, Pataxós e Karajás. A manipulação de argila e produção de vasos utilitários feitos de forma artesanal, com acabamento decorativo também foi realizada e vivenciada pelos estudantes. As performances e práticas ritualísticas indígenas também foram abordadas na teoria e prática deste projeto através das máscaras produzidas e utilizadas pelos índios em diversas ocasiões, seja de crença, de rituais sagrados, casamentos, nascimentos e outros. Foi abordada também a presença indígena na arte contemporânea, através dos artistas “Xadalú”, “Nunca” e “Crânio”.

Trabalho desenvolvido com os alunos do 5º e 8º anos do Ensino Fundamental.






























Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Claude Monet visita a Educação Infantil.

Arte - 2º ano: Uma fascinante mistura de cores.

Uma Explosão de cores no 1º Período da Educação Infantil.